Home NEWS Private Equity Gestora 2bCapital, do Bradesco, compra 30% da rede Multi-Ar

Por Adriana Mattos

A rede varejista Multi-Ar, especializada na venda de ar-condicionado, com R$ 300 milhões em receita bruta em 2015, vendeu cerca de 30% da operação para a 2bCapital, gestora de fundos de private equity controlada pelo Bradesco. O aporte na empresa foi de soma próxima a R$ 100 milhões. A Multi-Ar tem sete lojas, três centros de distribuição e uma operação de comércio eletrônico, responsável por 25% das vendas.

No início de 2015, a rede começou a buscar sócios no mercado. Recebeu 11 propostas, das quais restaram sete - a da gestora do Bradesco tratava de uma entrada como minoritário e sem alteração no comando, exigência da família Pravato, controladora da rede, fundada em 1978. A Cypress foi a assessoria contratada pela empresa. Pelo acordo, a 2bCapital deve ficar, no mínimo, quatro anos como sócia. A gestora tem como foco as médias companhias - é sócia da rede Aramis e da CorpFlex, empresa de soluções em nuvem.

De acordo com o diretor de operações da cadeia, Tiziano Pravato Filho, com os recursos (que entraram no caixa há três meses), houve redução de alavancagem - a dívida era uma vez o lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação. Ainda haverá maior expansão orgânica, desenvolvimento de um modelo de franquia e instalação de novo centro de distribuição no Nordeste. Estão sendo estudadas, por exemplo, João Pessoa e Salvador como locais para o centro.

Mais duas unidades devem ser abertas no país, a segunda em São Paulo e a primeira no Rio de Janeiro, até o fim de 2017.

Esse mercado é considerado muito sazonal - com dependência dos períodos de temperatura mais alta - e altamente pulverizado, que podem ser vistos como fatores desestimulantes para o investimento. Questionado a respeito, o diretor disse que há um processo de consolidação, com a falência de operações problemáticas e a redução da atuação de grandes cadeias na venda do produto, considerado complexo em termos de pós-venda.

"Cadeias como Casas Bahia e Ponto Frio tem hoje uma oferta menor de produtos e decidiram dar como solução aos clientes a venda no 'market place'. Então, entramos em todos os principais 'market places' do mercado", diz.

Nos últimos dois anos, diz ele, quatro empresas do setor, com vendas na faixa de R$ 100 milhões ao ano, procuraram a Multi-Ar para vender o negócio. "Há um espaço sendo aberto com muitas empresas quebrando, e com o aporte, vamos tentar ocupar esse terreno".

Pelo projeto definido a partir da capitalização, a rede prevê chegar à venda bruta de pouco mais de R$ 1 bilhão em cinco anos - o que exigiria crescimento acelerado para os próximos anos (triplicar a empresa até 2021). E isso dentro de uma perspectiva de recuperação gradual no consumo. O ano de 2016 foi um dos mais fracos para a rede, reflexo do verão com temperaturas mais amenas e da crise financeira, que afetou a demanda.

A estimativa é chegar neste ano a R$ 350 milhões em vendas, alta de pouco menos de 20% sobre 2015 - no acumulado do ano, a expansão está em 10%. A Euromonitor prevê alta de 7% no volume vendido em 2016 no setor.

Para ajudar a sustentar esse crescimento, além das novas lojas próprias, a empresa pretende iniciar a operação de franquias após 2018. Até lá, além do centro de distribuição em Assis (SP), Uberlândia (MG) e Palmas (TO), a expectativa é que esteja em funcionamento o centro no Nordeste. "Na região nordestina, levamos sete dias para a entrega, mas há redes fazendo o mesmo em até cinco dias. Precisamos reduzir isso".

Com a entrada da gestora, o fundador passará a presidir o conselho de administração - Pravato Filho vai se tornar presidente, numa migração que deve levar alguns anos. No conselho, a 2bCapital terá uma cadeira. Procurada, a 2bCapital preferiu não se manifestar sobre a transação.

Fonte: Valor Econômico