Home NEWS Private Equity Fundo pode comprar 15% da Rede Madero de restaurantes

Por Tatiana Vaz

Com faturamento estimado de R$ 441 milhões, companhia paranaense possui 84 restaurantes no Brasil e exterior e usaria recursos para expandir ainda mais

Quando foi aberto no centro histórico de Curitiba pelo chef Junior Durski, em 2005, o primeiro restaurante Madero tinha a proposta de ofertar comida saudável e diferenciada. Dez anos depois, a rede inaugurava a fábrica de sua especialidade, o hambúrguer, em Ponto Grossa, interior do Paraná, com um investimento de R$ 28 milhões.

Agora é a vez de dar mais um passo. Com 84 restaurantes espalhados por 11 estados brasileiros e unidades em Miami, nos Estados Unidos, a rede está próxima de fechar a venda de 15% do negócio para um fundo de private equity.

As negociações, intermediadas pelo ITAU BBA, estão adiantadas e o objetivo é levantar capital para saldar a dívida com a gestora HSI e expandir ainda mais a empresa.

Uma parte dos recursos, cerca de R$ 30 milhões, seria destinada à modernização e ampliação da fábrica no Paraná, onde hoje são produzidos hoje cerca de dois milhões de hambúrgueres, além de pães e molhos, livres de corantes e conservantes.

“Fazemos tudo para ter certeza que a qualidade seja a melhor possível. Este é o caso dos pães, hambúrgueres, bacon, carnes, molhos, sobremesas, sorvetes e a maionese”, afirmou Durski ao site da Exame.

De acordo com ele, a intenção com o aporte é de investir 5 milhões de euros apenas em uma máquina para automatizar a fabricação de pães.

Para 2017, a rede prevê 40 novos restaurantes, entre 16 Steak Houses em shoppings e 24 containers, modelo adotado pela marca.

Com isso, a estimativa é de o faturamento da empresa saltar 64% para R$ 724 milhões, com o aumento de funcionários dos atuais 3.100 para 4.1000 até o final de 2017.

Fonte: Fusões & Aquisições Blogspot